DRYTOWET-AMC

2. Objetivos Científicos

 

A Figura 1 mostra de maneira sintética as diferentes componentes do pro-blema a ser enfocado na presente proposta:

Figura 1 - Visão conceitual do ambiente físico na Amazônia na transição entre a estação seca e a estação chuvosa.

 

O projeto tem, como objetivo geral, entender os processos físicos que con-trolam a estação de transição na região sudoeste da Amazônia. Mais especifi-camente, as principais questões científicas que motivam este projeto são:

 
- Qual o papel relativo das forçantes climáticas remotas e dos efeitos regio-nais produzidos por aerossóis oriundos da queima de biomassa no início da estação chuvosa? Seria o efeito local dos aerossóis mais significativo pelo papel na microfísica de nuvens ou pelo efeito radiativo?
- Quais são os processos de realimentação entre a Amazônia e o clima glo-bal, especificamente na estação de transição ?
- Como a heterogeneidade da superfície influencia os movimentos verticais e os processos de formação de nuvens?Qual é o efeito nos transportes regio-nais e a longa distância de calor, umidade e gases traço e aerossóis?
- Até que ponto os modelos atualmente disponíveis para representar o siste-ma climático e o ambiente físico regional podem ser usados na concepção de cenários sobre os impactos dos diferentes usos da terra e das mudanças climáticas globais?

 

Nesse contexto os objetivos específicos são:

 
- descrever os controles de grande escala e escala global com relação ao iní-cio da estação chuvosa na Amazônia;
- descrever o impacto da convecção na Amazônia no clima global e regional durante a estação de transição;
- descrever o processo de início da estação chuvosa na região amazônica em termos de evolução das nuvens e da concentração de aerossóis;
- descrever o processo de início da estação chuvosa na região amazônica em termos de evolução das nuvens e da concentração de aerossóis;
- descrever a transição dos sistemas de tempo e massas de ar entre a esta-ção seca e a estação chuvosa;
- analisar as características da convecção na região amazônica na transição entre a estação seca e a estação chuvosa incluindo aspectos de variação e características espaciais e de ciclo de vida assim como as características as-sociadas como intensidade das chuvas, descargas elétricas e aspectos di-nâmicos e termodinâmicos associados;
- analisar as relação entre CCN e padrões de convecção;
- descrever o processo de manutenção da inversão térmica na presença de aerossóis e como este processo evolui após o início das primeiras chuvas;
- descrever a evolução da CLP durante a estação de transição em função das mudanças de evapotranspiração e umidade de solo;
- descrever o balanço radiativo energético na superfície e na camada limite planetária antes, durante e depois do início da estação chuvosa, na floresta e na pastagem;
- descrever o impacto da heterogeneidade de cobertura vegetal na turbulên-cia da CLP e da camada superficial durante a estação de transição;
- descrever a evolução dos balanços de energia, momentum, hídrico e de CO2 nas regiões de pastagem e floresta e suas variações sazonal e intera-nual;
- analisar os processos de transferência radiativa na atmosfera na presença de aerossóis, e em que medida eles modificam aqueles associados à sazo-nalidade do vapor d'água na atmosfera;
- descrever os processos microfísicos atuantes na presença de diferentes con-centrações de aerossóis;
- aprimorar a capacidade de modelagem dos diversos processos acima referi-dos no contexto integrado do clima e tempo regional;

 

A presente proposta deverá representar um grande passo na direção de responder as questões formuladas reconhecendo, no entanto, que a resposta final pode estar ainda longe do alcance dos meios atuais e da compreensão dos processos que se espera alcançar.


A execução da presente proposta estará a cabo de uma equipe com forte envolvimento interdisciplinar e representanto instituições sediadas no Estado de São Paulo (USP, INPE. CTA, UNESP, IPEN) com colaborações em outros es-tados (UFPA, UFAL, UFRJ, UFPB, INMET) e colaborações internacionais no con-texto do Projeto LBA.

 
<< VOLTAR
1. Introdução